Header Ads

Maria Bethânia abre turnê em São Paulo, neste sábado


A cantora Maria Bethânia abre neste sábado (14) turnê Abraçar e Agradecer no HSBC Brasil, às 22h. O show é comemorativo aos 50 anos de carreira da cantora, celebrado desde 10 de janeiro quando a estreou a turnê no Vivo Rio. Depois disso a cantora que já passou por Brasília e Salvador e passará ainda por Porto Alegre (16 e 17 de abril - ingressos esgotados).
Em São Paulo  ela faz shows ainda nos dias 15, 19, 21 e 22 de março (Sábado e quinta às 22h e Domingo às 20h).
A banda é liderada pelo contrabaixista  Jorge Helder, Tílio Mourão (piano), Paulo Dafilim (Violas e violão), pedro Franco (violão, bandolim e guitarra), Márcio Mallard (cello), Pantico Rocha (bateria) e MNarcelo Costa (percussão).
Dirigido por Bia Lessa o show segue a linha que consagrou a baiana nos palcos, mescla poesia e música, algumas delas inéditas como Dindi (Tom Jobim e Aloysio de Oliveira), Non, je ne regrette rien Que rest-t-il de nos amours?, que ganhou versão brasileira de Nelson Motta (Ouça AQUI).
Confira abaixo o setlist (divulgado pelo blog "Notas Musicais") do Show e AQUI fotos e vídeo compartilhados nas redes sociais por fãs. 

Ato 1
1. Eterno em mim (Caetano Veloso, 1996) * Texto de autoria de Maria Bethânia
2. Dona do dom (Chico César, 2001)
3. Gita (Raul Seixas e Paulo Coelho, 1974)
4. A tua presença morena (Caetano Veloso, 1971)
5. Nossos momentos (Caetano Veloso, 1972) * Texto de autoria de Clarice Lispector
6. Começaria tudo outra vez (Gonzaguinha, 1976)
7. Voz de mágoa (Dori Caymmi e Paulo César Pinheiro, 2015)
8. Gostoso demais (Dominguinhos e Nando Cordel, 1986)
9. Bela mocidade (Donato Alves e Francisco Naiva, 1997)
10. Alegria (Arnaldo Antunes, 1995)
11. Você não sabe (Roberto Carlos e Erasmo Carlos, 1983)
12. Dindi (Antonio Carlos Jobim e Aloysio de Oliveira, 1959)
13. Tatuagem (Chico Buarque e Ruy Guerra, 1973)
14. Meu amor é marinheiro (Alan Oulman sobre versos de Manuel Alegre, 1974)
15. Todos os lugares (Sueli Costa e Tite de Lemos, 1996) * Texto Depois de uma tarde..., de Clarice Lispector (1920 - 1977)
16. Rosa dos ventos (Chico Buarque, 1971)
Intervalo
17. Até o fim (Chico Buarque, 1978) /
18. O quereres (Caetano Veloso, 1984) /
19. Qui nem jiló (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1950) /
20. Pisa na fulô (João do Vale, Silveira Júnior e Ernesto Pires, 1957) - Instrumental banda


Ato 2
21. Viramundo (Gilberto Gil e José Carlos Capinam, 1967)
22. Tudo de novo (Caetano Veloso, 1978)
23. Doce (Roque Ferreira, 2008)
24. Oração de Mãe Menininha (Dorival Caymmi, 1972)
25. Eu e água (Caetano Veloso, 1988)
26. Agradecer e abraçar (Gerônimo e Vevé Calazans, 1999)
27. Vento de lá (Roque Ferreira, 2007) /
28. Imbelezô eu (Roque Ferreira, 2014)
29. Folia de Reis (Roque Ferreira, 2014)
30. Mãe Maria (Custódio Mesquita e David Nasser, 1943) * Texto Câmara de ecos, de Waly Salomão (1943 - 2003)
31. Eu, a viola e Deus (Rolando Boldrin, 1979)
32. Criação (Chico Lobo, 1996)
33. Casa de caboclo (Roque Ferreira e Paulo Dafilin, 2014) * Texto Candeeiro, de Carmen L. Oliveira
34. Alguma voz (Dori Caymmi e Paulo César Pinheiro, 2014) * Maracanandé (canto tupi) - na voz em off de Márcia Siqueira
35. Xavante (Chico César, 2014)
36. Povos do Brasil (Leandro Fregonesi, 2014)
37. Motriz (Caetano Veloso, 1983) * Texto Prece, de Clarice Lispector (1920 - 1977)
38. Viver na fazenda (Dori Caymmi e Paulo César Pinheiro, 2015)
39. Eu te desejo, amor (Charles Trenet em versão de Nelson Motta, 2015) * Texto Sou eu mesmo o trocado, de Fernando Pessoa (1888 - 1935)
40. Non, je ne regrette rien (Charles Dumont e Michael Vaucaire, 1956)
41. Silêncio (Flávia Wenceslau, 2015)
42. Carcará (João do Vale e José Cândido, 1964) - instrumental banda com trecho cantado
Bis 1:
43. Brincar de viver (Jon Lucien e Guilherme Arantes, 1983)
Bis 2:
44. O que é o que é (Gonzaguinha, 1982)

LEIA MAIS

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.